Fundação Casa do Penedo
É considerada a guardiã das tradições, das riquezas e herança cultural do Baixo São Francisco, em especial do povo penedense, uma vez que mantêm um rico acervo bibliográfico, iconográfico e cartográfico, somados a preciosos objetos de arte que simbolizam a cultura e a tradição de sua população.
desde 1992

casa do penedo

Há mais de 20 anos a Fundação vem resguardando o maior acervo histórico e bibliográfico da cidade, promovendo atividades que contribuem para o engrandecimento da região e de seu povo.

Na sede da Fundação, situada à Rua João Pessoa, está instalada a Biblioteca, o Arquivo, Auditório com a galeria de penedenses ilustres, o anfiteatro e o Memorial Permanente, que expõe a história econômica, política, cultural e artística da cidade do Penedo e do Baixo São Francisco.

desde 1992

ESpaço cultural

BIBLIOTECA: estudantes e pesquisadores têm acesso gratuito aos milhares de títulos.

ARQUIVO: instalado no piso superior do prédio anexo à Casa.

AUDITÓRIO: no piso inferior do prédio anexo, com os assentos originais do histórico Cine Penedo.

PONTO DE CULTURA: Resgate dos Saberes Populares, em funcionamento desde 2004

MUSEU DO SÃO
FRANCISCO: 
O Projeto do Museu do São Francisco está enquadrado no artigo 18 da Lei n.º 8.313/91, aprovado pelo MINC e IPHAN.

MEMORIAL PERMANENTE: todo o prédio principal é dedicado ao museu, com acesso gratuito, que conta a história do Penedo e do Baixo São Francisco desde o Brasil Colônia.

ANFITEATRO: onde acontece os eventos culturais promovidos pela Casa do Penedo
DESDE 1992

acervo

A Fundação Casa do Penedo mantém à disposição do público seu Arquivo, Biblioteca e Memorial Permanente que permitem consultas e pesquisas gratuitas a um crescente número de alunos e professores não só da cidade, mas de várias localidades do país.

O acervo da Casa do Penedo reúne documentos considerados raros e/ou preciosos devido à sua importância histórica, literária, cultural e patrimonial, mantendo a função social de preservação da memória da cidade, do estado e do país, estimulando a interação do público com a história do homem do Velho Chico.

A Biblioteca dispõe de mais de 60 mil títulos, entre os quais inúmeras obras raras do Brasil Português e Holandês, como, por exemplo, o livro de Caspar van Baerle: Casparis Barlaei Rerum per Octennium in Brasília, datado de 1647.

Guarda um acervo documental, fotográfico, coleção de jornais e periódicos, documentos cartográficos, entre outros, sobre a história e cultura do município de Penedo e da região do Baixo São Francisco, descrevendo os ciclos econômicos, sócioculturais e religiosos vividos pelos moradores da cidade, desde o início da sua formação (1535).
Presidenta Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional Kátia Bogéa durante a solenidade de entrega do prédio restaurado do Chalé dos Loureiros à Fundação Casa do Penedo * destaca a importância do trabalho desenvolvido pelo seu presidente Dr. *Francisco Alberto Sales * ao longo desses últimos 26 anos: _”A gente pede duas coisas: que vocês sejam SALES pra proteger a memória de vocês ... o povo não quer se unir, o povo não é SALES, o IPHAN pede isso, porque o IPHAN sozinho jamais vai proteger o patrimônio cultural brasileiro, o IPHAN precisa de SALES....”*_

Chá de Memória

20/04/18 | 20 h
Penedo 382 anos de elevação à vila: sua importância na emancipação política de Alagoas

O Gabinete Civil do Estado de Alagoas, por meio do Arquivo Público de Alagoas/ APA), em parceria com a FAPEAL Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de Alagoas, o Centro Universitário Cesmac e a Fundação Casa do Penedo, trazem numa edição Especial do Projeto Chá de Memória, o professor e historiador Dr. Douglas Apratto Tenório com a palestra “PENEDO 382 ANOS DE ELEVAÇÃO À VILA SUA IMPORTÂNCIA NA EMANCIPAÇÃO POLÍTICA DE ALAGOAS.” Venha, participe, divulgue. Celebremos o aniversário da nossa querida cidade Considerando a viabilidade de levar conhecimento para alunos, docentes e pesquisadores em geral, fossem eles profissionais ou apenas curiosos, foi que nasceu o Chá de Memória. E os 200 anos de emancipação política de Alagoas fizeram do evento uma ideia ainda mais promissora. Segundo a idealizadora do projeto, Wilma Nóbrega, é imprescindível conhecer o lugar que  se vive. Ela conta que as políticas de incentivo à cultura popular e preservação do patrimônio histórico foram apoiadas no Gabinete Civil, desde o início da gestão de Renan Filho. O Evento será realizado na sede da Casa do Penedo no próximo dia 20 de abril de 2018.

Arruando para o Forte

Lançada, 2ª edição, na IV Bienal Internacional do Livro de Maceió
Roteiro Sentimental da Cidade do Penedo. Autor: Francisco Alberto Sales | Realização Casa do Penedo | 2013

ponto de cultura

Desde 2004
Resgate dos Saberes
Populares.

ibermuseus

7º Prêmio Ibero-Americano de Museus
Projeto da Fundação Casa do Penedo - Conhecer para Preservar - foi classificado no 7º Premio Ibero-Americano de Educação em Museus do Programa Ibermuseus. Concorrem ao prêmio projetos do Brasil, Argentina, Colômbia, Espanha, Guatemala, México e Portugal. No Brasil junto ao museu da Casa do Penedo concorrem o museo do Inhotim-MG , MAM-SP, Pinacoteca-SP, entre outros.
.

entre em contato
R. João Pessoa 126, Centro Histórico, Penedo AL
T.  0055 82 3551 6938 
Email: fundcasadopenedo@gmail.com
fundcasadopenedo@yahoo.com.br